Coma Coco e Emagreça

0
72

A gordura é o macronutriente mais incompreendido pelos médicos e nutricionistas. Noções básicas de bioquímica são totalmente ignoradas e verdadeiros absurdos são veiculados na mídia. Existe uma verdadeira caça às bruxas – no caso, as gorduras – consideradas vilãs. O azeite escapa, mas as gorduras saturadas são todas colocadas no mesmo barco e condenadas sem apelação. Grande erro. Dietas que cortam radicalmente as gorduras trazem danos à saúde, e são muito difíceis de seguir.

Todos têm medo do coco por considerá-lo extremamente calórico e gorduroso, porém o coco é rico em uma gordura magra que ajuda a manter a forma. Os saudáveis de plantão só se permitem tomar a água de coco, e abominam a polpa, pois dizem que engorda! Pois a polpa do coco maduro é uma excelente opção para quem quer emagrecer – contem fibra e muita gordura (o óleo do coco), que não é armazenada pelo nosso corpo, ajuda a saciar a fome e dá pique de energia, o que ajuda na malhação e nas atividades diárias.

Gordura ou óleo de coco – a melhor
Era muito usada há algumas décadas atrás, mas sumiu. Durante um bom tempo foi tida como vilã por ser uma gordura saturada. Foi substituída por óleos vegetais, como os de soja, milho, canola e algodão. No entanto é a melhor gordura para se cozinhar, porque não fica rançosa e não oxida com o calor, e é uma grande aliada nas dietas, podendo ser consumida sem medo, ao natural e no preparo de pratos em receitas diversas, doces e salgadas.

Imunidade em alta com o monolauril
Novas pesquisas têm demonstrado que o coco é um alimento extremamente saudável. A sua gordura é rica em ácido láurico, com características diferentes das outras gorduras saturadas. No nosso corpo ela tem inúmeras funções, tais como:
– ação estimulante da tireóide
– antiviral (HIV, vírus da hepatite C, herpes, citomegalovírus)
– antifúngica
– antibacteriana (Helicobacter Pilori)
– antiprotozoária (Giárdia)
– aumento da resposta imunológica
– proteção hepática contra abuso de álcool
– proteção cardíaca
– normalização dos lipídios orgânicos com aumento do HDL, o bom colesterol

Acelerando o metabolismo
O ácido láurico, devido a sua estrutura química, é digerido mais rapidamente do que as outras gorduras, evitando assim que seja armazenado (não é estocado pelas nossas células), e é utilizado imediatamente pelo corpo como fonte de energia.

O óleo de coco ajuda a manter o metabolismo ajustado através da otimização da função tireoidiana. A tireóide é uma peça chave na manutenção do peso corporal – nosso metabolismo depende intrinsecamente do comando desta glândula. Se ela funciona bem, nós vamos queimar as calorias ingeridas com mais velocidade. Se a tireóide está devagar, o metabolismo fica lento e aí, mesmo se esforçando muito em dietas radicais, o ponteiro da balança gruda lá em cima e não desce de jeito nenhum.

Além disso, quando a tireóide esta funcionando bem, ela faz com que o colesterol orgânico seja metabolizado na formação de hormônios essenciais, ajudando assim na normalização da taxa de colesterol sanguíneo.

Gordura amiga
Buscando uma alimentação saudável e emagrecedora, as pessoas tentam consumir o mínimo possível de gorduras, muitas vêzes chegando ao extremo de abolir totalmente este nutriente do cardápio diário. Compram tudo light e fogem da gordura, que pode ser calórica, mas também tem o seu lado bom e indispensável. É ela que vai retardar o esvaziamento gástrico, permitindo uma sensação de saciedade prolongada. A gordura também é essencial para dar sabor aos pratos. E é fonte de vitaminas lipossolúveis, como A, D, E e K, além de ácidos graxos essenciais, os ômegas 3, 6 e 9.

Antigamente usava-se o leite integral sem culpa e hoje ele é um vilão. Sabemos que gordura saturada animal em excesso não é saudável, o detalhe é que o leite é uma grande fonte de ácido láurico e, quando é consumido desnatado, também se deixa de ingerir esta gordura essencial para o nosso bem-estar.

As gorduras podem e devem ser usadas com moderação para permitir um emagrecimento saudável e duradouro. Azeite, manteiga, óleo de coco, sementes oleaginosas (castanhas, amêndoas, nozes e linhaça), e até um pouco de bacon para preparar um refogado – quem imaginaria que emagrecer pode ser tão gostoso?

Atacando os pneuzinhos
Mais uma boa notícia: o óleo de coco ajuda a diminuir o percentual de massa gorda, agindo nos depósitos de gordura branca, aquela que fica estocada na barriga, na cintura e nas coxas. Para quem quer emagrecer com energia e vitalidade, recomendo a ingestão regular de coco na forma de óleo de coco extra virgem, leite de coco, coco desidratado ou natural. Não estou me referindo ao coco verde, que também é muito saudável, mas pobre em ácido láurico e monolauril. Para detonar a gordura acumulada no corpo deve-se usar o coco maduro, seco, com alta concentração de monolauril.

Qual a quantidade?
Um sexto a um oitavo do coco seco (20 a 30 gramas) dá um belo lanche, ou uma colher de sopa do coco desidratado batido na vitamina. Acrescente leite de coco e coco em flocos nas vitaminas e na preparação de seus pratos. Use óleo de coco extra virgem para cozinhar, ou consuma uma colher de sobremesa com as refeições. Cocada não vale, é muito gostosa, mas nunca é demais lembrar, contem muito açúcar e aí engorda.

Dicas para turbinar o metabolismo
– Aprenda a cozinhar com o óleo de coco extra virgem. Para se habituar ao sabor misture pequenas quantidades com azeite, manteiga ou bacon.
– Pratos com peixe e frutos do mar combinam bem com óleo de coco e ficam com um gostinho delicioso.
– Ouse no sabor, use o óleo de coco no pão, na torrada e no preparo da pipoca (fica uma delícia).
– Tome de colher após as refeições – além de ser um super acelerador do metabolismo é muito bom para a saúde do seu sistema imunológico, e o intestino também agradece. Ainda ajuda a cortar a vontade de comer doce, e deixa você satisfeito por muito mais tempo.
– Óleo de coco pode ser misturado com um pouco de geléia diet ou com mel – serve como um lanchinho corta-fome ou sobremesa rápida e emagrecedora.
– Coloque uma colher de chá do óleo de coco no café com leite e surpreenda-se com o sabor.

Fonte: www.buscasaude.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui