Com investimento de R$ 85 mi, Ducoco quer dobrar produção

São Paulo – A fabricante de alimentos e bebidas Ducoco quer dobrar a sua produção e vai investir 85 milhões de reais para isso. Parte do aporte virá do novo sócio minoritário da empresa, um fundo de investimentos gerido pela BRZ.

A parceria foi anunciada nesta segunda-feira (25), mas já estava sendo negociada há pouco mais de dois anos. Os recursos serão alocados principalmente no plantio de coco, mas também haverá melhorias na área de processamento.

Há cerca de três meses a companhia começou plantar novas mudas, mas o resultado esperado (de duplicar a colheita) só deve vir em cinco anos, tempo que leva para o ciclo de produção do fruto se completar.

A Ducoco tem hoje sete fazendas próprias no litoral do Ceará, além de duas fábricas: uma em Itapipoca, também no estado, e outra em Linhares, no Espírito Santo.

Essas unidades, junto com a sede da empresa, em São Paulo, e mais três centros de distribuição, empregam aproximadamente 1.500 pessoas.

Segundo a Ducoco, o número de funcionários deve crescer em pelo menos uma centena entre 2015 e 2016, graças aos investimentos. O aumento acontecerá principalmente no Nordeste, por conta das novas plantações.

Vendas

A companhia comercializa mais de cem itens sob as marcas Ducoco e Menina. A maior parte da receita vem da água de coco, apesar de as fatias referentes a coco ralado e leite de coco também serem significativas, conforme explica o presidente Flávio Fernandes, sem falar em números.

“Em água de coco, nossas vendas aumentaram 35% no ano passado. O segmento cresce demais. O índice de crescimento total da categoria é de 17% ao ano, bem maior do que o das outras bebidas”, afirma.

“Basicamente, é por isso que agora estamos fazendo esse investimento junto com a BRZ”, completa. O bom desempenho do segmento se justifica, conforme o executivo, pela busca dos consumidores por produtos mais naturais e saudáveis.

Em relação ao restante do portfólio, a empresa apenas informa que suas vendas subiram dois dígitos em 2014. Para este ano, a expectativa é de manter esse patamar.

“Mesmo que o Brasil não esteja crescendo no ritmo que a gente gostaria, a Ducoco ainda pode se expandir”, diz Fernandes.

Água de coco

Por conta do mercado promissor, a Ducoco também quer dobrar suas exportações de água de coco.

Atualmente, a companhia está presente em outros países graças ao fornecimento para outras marcas, principalmente a Vita Coco, líder em vendas da bebida nos Estados Unidos, Canadá e Inglaterra.

Porém, a intenção da empresa é se lançar em breve na América Latina, com rótulo próprio.

“Provavelmente neste ano a gente já entra em algum país da região”, conta Fernandes, sem dar mais detalhes. Isso acontecerá via parceiros e as negociações já estão em andamento, segundo ele.

Brasil

Por aqui, nos últimos dois anos, os investimentos da Ducoco se concentraram em marketing. No período, ela mudou a embalagem da água de coco, além de ter veiculado seu primeiro comercial de TV. O próximo passo é fortalecer a comunicação online.

“A gente precisa comunicar melhor a nossa marca para o consumidor e ganhar mais distribuição. Isso deve melhorar agora, com a entrada do fundo (da BRZ)”, diz Fernandes.

A empresa também deve aprimorar sua logística. “A distribuição de bebidas é muito diferente da de alimentos. Como a Ducoco nasceu para fazer alimentos e aos poucos foi incluindo a água de coco, nunca tivemos uma estratégia separada para as duas coisas”, explica.

De acordo com ele, a entrega de água de coco, que é feita principalmente em supermercados, deve ser ampliada para restaurantes, lanchonetes e bares.

Na parte de alimentos, como coco ralado e leite de coco, as discussões sobre reposicionamento de marca ainda estão no início e só devem ter efeito a partir do ano que vem.

Fonte: http://exame.abril.com.br/

About the author: admin

Leave a Reply

Your email address will not be published.