Coco: uma fonte natural de vitaminas

O coco é um ingrediente maravilhoso, que nos fornece nutrientes básicos, é delicioso e se usado com moderação ajuda o nosso metabolismo.

Por que está se tornando tão popular?

Esse fato tem raízes muito antigas…

No hinduísmo o coco é sagrado. Ele é usado em rituais e em Ayurveda , tanto na medicina, quanto na alimentação, sendo considerado um alimento quase perfeito.

Os cocos verdes contêm água, a maravilhosa água de coco.

Esta água contém vitamina B, potássio, cálcio, sódio e outros minerais. Esta combinação faz com que seja ideal para restaurar eletrólitos do corpo que perdemos pela transpiração.

A polpa de coco verde fornece proteínas, cálcio, fibras e gordura. O coco seco ou maduro, de polpa espessa é rico em proteínas, fibras, minerais e gordura.  O óleo de coco virgem tradicional em algumas áreas do Caribe é saudável se for consumido com moderação. Apesar de ter colesterol, novos estudos indicam que é queimado no fígado e nos ajuda a produzir HDL (colesterol bom).

Também são atribuídos ao coco outros benefícios que ainda não foram totalmente testados como a qualidade de  anti-inflamatório; ajuda na desinfecção de feridas; é um poderoso antimicrobiano; fortalece o sistema imunológico;  ajuda a prevenir a osteoporose;  ajuda a controlar a diabetes; auxiliar na digestão.

Vários estudos têm mostrado que o óleo de coco pode acelerar o metabolismo e não engorda como outras gorduras porque ele queima no fígado e não em outro órgão.

Mas cuidado! Se o óleo de coco é excelente, ele precisa ser bem utilizado. Assim, se você optar por incorporá-lo em sua dieta, não deve aumentar o consumo do mesmo, e sim, substituir qualquer outro óleo por ele. Cozinhe com óleo de coco, ao invés de usar o de soja, milho ou canola, por exemplo.

O autor de um livro (em Inglês) sobre o coco, “O milagre do óleo de Coco e suas curas“, recomenda que se tome no máximo 3,5 colheres de sopa de óleo de coco por dia para obter os benefícios de acelerar o metabolismo. Segundo o autor, Bruce Fife, este é o equivalente à metade da polpa de um coco maduro.

O livro não é nada mais do que um outro livro de dietas baixas em hidratos de carbono (carboidratos) tentando vender mais títulos com um assunto da moda. Estamos bem cientes de que muitas pessoas no Caribe cozinham apenas com óleo de coco e são obesas; então, coco não é uma cura mágica para a obesidade, mas é uma boa escolha, se for consumido com moderação, principalmente por sua capacidade de metabolização.

Como tudo mais em se tratando de saúde, equilíbrio é a palavra-chave e não adianta cozinhar uma feijoada com óleo de coco e culpá-lo porque ele não lhe fez bem ao peso…

Fonte: http://receitasdieta.com/

About the author: admin

Leave a Reply

Your email address will not be published.